MenuBarLayout

Moda sustentável: rumo a um futuro ecológico (mais verde)


A moda em constante mudança e rapidamente descartada tornou-se parte da vida moderna. No entanto, esta forma unidimensional de ver a moda criou enormes preocupações ambientais e a necessidade de diminuir a pegada ecológica da moda na ecologia do planeta. A moda sustentável tornou-se um imperativo global.

A indústria da moda é um dos principais impulsionadores da economia global em termos de receita gerada, superior a 1 trilião de dólares anuais. Apesar de criar muitos empregos em todo o mundo, a indústria da moda tem impactos ambientais que exigem uma solução atempada. Em 2018, um relatório divulgado pela Comissão Económica das Nações Unidas para a Europa revelou que, anualmente, 20% do desperdício de água global e 10% das emissões de carbono acabam em aterros sanitários. No entanto, 85% dos resíduos têxteis (21 biliões de toneladas) provêm do setor do retalho. O retalho é considerado o segundo maior poluidor do planeta, depois da indústria do petróleo.

Até 2025, o número de consumidores irá duplicar, o que levará a um crescimento exponencial da procura por produtos de vestuário e calçado. As rápidas reviravoltas do design, marketing e da concorrência digital estão a levar os consumidores a descartar roupas mais rapidamente do que nunca. Mais de 500 biliões de dólares em roupas rapidamente descartadas ou não usadas são incinerados ou enviados para aterros sanitários sobrecarregando os sistemas de gestão de gestão de resíduos.

O lançamento da Parceria das Nações Unidas para a Moda Sustentável em Nova Iorque em 2018 incluiu um painel de discussão da Summit Digital intitulado Moda para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Esta importante summit introduziu tecnologias expectáveis de anunciar uma mudança para a green-fashion e de criar mais empregos nesta área.

O truque? Quando as empresas se responsabilizam pelo meio ambiente, os consumidores preferem comprar nas suas lojas. Evitar o uso de substâncias nocivas, como microfibras plásticas, que contribuem para a poluição dos oceanos, e proteger os funcionários de produtos químicos nocivos, como corantes de tecido, cativa o consumidor e eleva o perfil ecológico dos distribuidores.

Moda circular e cadeia de abastecimento
A indústria da moda perde muito valor com o uso limitado de tecnologia de reciclagem e o uso ineficiente de material. A adoção dos princípios da economia circular pode ajudar a geral grande valor financeiro, ao aumentar os produtos que são reutilizados ou reciclados, o que reduz a procura de matérias-primas escassas. Atualmente, produtos já usados estão a ser revendidos em vários pontos de venda em todo o mundo.

Nos modelos de moda circular, os têxteis são mantidos com elevado valor durante a fabricação e reentram na economia depois, ou seja, são totalmente reciclados. Usar a tecnologia para projetar desperdício fora do sistema é o foco de uma nova e transparente cadeia de abastecimento.

Mudar para materiais sustentáveis
Os desafios relacionados com os materiais usados na indústria da moda incluem o aumento geral no preço de novas matérias-primas, a falta de reciclagem e a escassez de recursos. As fibras que consomem muita água, como o algodão, agravam a escassez de matérias-primas, pois a produção está a diminuir com o aumento da escassez de água. O aumento nos combustíveis fósseis causado pelos impostos sobre o carbono está a tornar os produtos petroquímicos mais caros.

A empresas no setor têxtil e vestuário estão a dar preferência a produtos recicláveis e menos dependentes de recursos, como o lyocell feita de polpa de madeira, que tem menos impacto ambiental. Inovações biotecnológicas, como couro produzido em laboratório, podem ter um impacto significativo nos novos modelos de negócios de moda sustentáveis. A seda de aranha produzida em laboratório evita impactos no meio-ambiente, na água e nos animais que produzem a seda tradicional. A estilista britânica Stella McCartney começou a usar couro de cogumelo na sua coleção de malas. Modern Meadow cria couro vegan feito de células de levedura.

Combinada com cadeias de abastecimento amigas do ambiente, a moda sustentável está pronta para evoluir para uma moda com mais ganhos financeiros e menos perdas ambientais.

Uma solução especificamente desenvolvida para responder aos desafios únicos do Setor da Moda, end-to-end, como é o caso do Dynamics 365 Business Central for Fashion, permite assegurar uma abordagem integrada dos diferentes processos envolvidos. Partilhe com a myPartner os seus desafios particulares. Agende uma conversa e/ou demonstração através do email mymarketing@mypartner.pt.

Fonte: K3 Business Technologies