Empresas que oferecem serviços de manutenção lidam com uma gestão de operações complexa, da qual depende a experiência e o valor percebido pelo cliente. Nestas empresas existem geralmente departamentos de help-desk e equipas no terreno, que asseguram serviços de manutenção corretiva ou de manutenção preventiva.

 
É fundamental garantir que as pessoas​ e os recursos adequados, são alocados de forma otimizada, em função das rotas, SLAs, prioridades e preferências de serviço. Os técnicos devem ter as competências certas e munir-se dos recursos necessários. Os stocks das viaturas devem ser mantidos de forma rigorosa. As equipas no terreno devem ter informação completa sobre os clientes, contratos e os seus ativos, tais como a sua posição, características dos equipamentos, números de série e tipo de intervenção necessária.

Sem uma organização eficiente é frequente que os técnicos alocados não sejam os adequados, que estes não tenham informação completa sobre a intervenção a realizar ou que não tenham tudo o que é necessário para reparar ou substituir equipamentos, órgãos e componentes. Quando isto acontece, torna-se necessária mais do que uma deslocação para completar a intervenção, o que gera insatisfação no cliente e pode acarretar prejuízos elevados. Está estudado (1) que em 40% das ocorrências que carecem de uma segunda intervenção, houve falhas de stocks. Em 35% das ocorrências com segunda intervenção, houve défice de informação.

Com a solução Microsoft Dynamics 365 ​for Field Service é possível capacitar as empresas, equipando as equipas com Apps nativas para iOS, Android e Windows, que asseguram toda a informação necessária onde quer que se encontrem. Como funcionam com leitores de cartão de crédito, RFID ou códigos de barras e recolhem a assinatura digital, estão preparadas para a generalidade dos setores de atividade.

A ligação com os serviços Microsoft Azure IoT adiciona capacidades de manutenção preditiva com recolha de dados, análise e mecanismos de alertas integrados que potenciam o valor oferecido ao cliente e permitem transformar os serviços de assistência técnica em funções empresariais mais rentáveis.

Para medir o desempenho das operações de serviço será sempre importante usar KPIs. Alguns dos KPIs mais usados são o número de encomendas adicionais de produtos e serviços por técnico, a percentagem de horas faturável, o volume de horas extra, a taxa de intervenções com duração superior ao estimado ou a taxa de resolução na primeira intervenção. Existem dezenas de outros KIPs úteis ​​que se devem utilizar e que a myPartner pode ajudar a desenvolver.

(1) Connected Manufacturing Service Report, 2016​
 

Com a solução Microsoft Dynamics 365 para Field Service é possível capacitar as empresas, equipando equipas com Apps nativas para iOS, Android e Windows.

Candidaturas

Veja aqui as nossas oportunidades

Saber mais

Contactos

Social Siga-nos no Linkedin