Indústria IoT pretende interligar dispositivos na cadeia de produção

​Numa era digital onde quase todos os dispositivos eletrónicos que utilizamos se encontram interligados, faz todo o sentido falar acerca de IoT (Internet of Things, ou em português, Internet das Coisas). A Internet das coisas resume-se a uma rede de dispositivos físicos (sensores, máquinas, veículos) capazes de recolher, armazenar e transmitir informação. Esta ligação à internet não só permite que os dispositivos sejam monitorizados e controlados remotamente, como também permite que estes sejam capazes de reagir a um estímulo tendo por base conhecimentos adquiridos em experiências passadas.

A indústria de produção comum, denominada indústria 3.0, baseia-se em implantações de sistemas eletrónicos, sistemas mecânicos e tecnologias de informação e comunicação com o propósito de projetar e arquitetar um processo de produção conciso. Atualmente, caminhamos para uma nova era industrial denominada Indústria 4.0 ou também apelidada de Indústria IoT. Esta nova revolução pretende interligar os mais diferentes dispositivos instalados ao longo da cadeia de produção proporcionando uma melhoria do processo de produção.

Todos estes dispositivos interligados têm que ser permanentemente monitorizados de forma a garantir que existe o menor número de falhas possíveis e, que quando estas ocorrem, são corrigidas da maneira mais célere possível. Assim, como é que é possível projetar uma solução tão bem otimizada e precisa?

O Dynamics 365 for Field Service com o Add-on Connected Field Service permite que através da utilização de dispositivos IoT a organização consiga detetar, diagnosticar e corrigir problemas antes de eles surgirem. O Add-on Connected Field Service é bastante simples e futurista e permite que os dispositivos enviem mensagem para o Dynamics 365 for Field Service onde serão geradas respostas para responder a estímulos, recorrendo a processos previamente implementados no CRM. Deste modo, de acordo com a informação recebida, podemos, por exemplo, gerar emails de notificação, criar novos registos, como casos, ou até mesmo despoletar um reboot do dispositivo em questão.

Uma organização que beneficie da utilização de IoT poderá tirar partido de um expansível leque de cenários que permite a monitorização dos seus produtos em tempo real, centralizando toda a informação necessária e otimizando o seu processo de negócio.