As organizações são confrontadas com desafios que devem avaliar

As organizações são confrontadas ao longo da sua existência com desafios cujo impacto têm que avaliar

A cloud (e a sua inevitabilidade...) confronta as organizações com enormes dilemas:

1. Será que é para nós?

2. Quando devemos começar?

3. Como devemos começar?

4. Estamos preparados?

5. Temos as competências adequadas para começar a usar?


Deste ponto de vista, os profissionais ligados à competência de Engenharia de Sistemas, existente, declaradamente ou não nas organizações, estão a passar por processos de profundas mudanças.

É necessário capacitar estes profissionais com conhecimento do que significa a cloud e identificar o que deve ser migrado e o que deve permanecer on-prem. Na prática, a capacidade para avaliar, capacidade para planear e, muito importante, capacidade para verificar se os ganhos são efetivos (quer financeiros quer de produtividade).

Deve ficar claro que esta mudança não significa uma ameaça ao seu posto de trabalho, mas sim uma oportunidade para fazer melhor um outro conjunto de tarefas ou mesmo poder fazer tarefas diferentes de maior valor para a empresa.

Deixar preocupações com:

- O facto da climatização estar ou não a funcionar;
- Se a continuidade do serviço de fornecimento de energia elétrica está assegurado;
- Se os equipamentos têm ou não as atualizações de segurança instaladas;
- Se as cópias de segurança estão a ser corretamente efetuadas;
- Se o hardware começa a ficar desatualizado;
- Se os suportes de armazenamento estão próximos do seu fim de ciclo.

E passar a cuidar:

- Dos adequados níveis de serviço;
- Da otimização da performance das soluções;
- Da automatização de tarefas;
- Da integração de soluções;
- Da compatibilidade com normas que os organismos oficiais possam exigir (veja-se o exemplo das normas RGPD).

A oportunidade de transformar Engenheiros de Sistemas em Cloud Experts, implica na prática novos profissionais:

- Com maior capacidade analítica;
- Mais ágeis;
- Com foco em áreas/aspectos que estavam a ser subvalorizados;
- Concentrando as pessoas em questões que podem trazer um retorno significativo para a organização;
- Que busquem a melhoria de processos;
- Que pesquisem novas soluções que possam cobrir lacunas da organização;
- Mais valiosos para o dia a dia das nossas organizações.

A myPartner tem know-how e quer ajudar as organizações a adotar tecnologias assentes na cloud da Microsoft (Azure). Venha falar connosco!